em cartaz

Em novembro no seu clube de cinema.

Um dos grandes filmes do novo cinema português, segunda longa-metragem de Paulo Rocha, com assistência de realização de António Campos e diálogos de António Reis, rodado no Furadouro, terra dos avós e pais do realizador; um clássico do mestre que foi a sua influência maior, Kenji Mizoguchi e uma das suas obras-primas, mistura de clássico da literatura japonesa, lendas chinesas e ainda umas pitadas de Maupassant.

A estreia do novo filme do japonês Kiyoshi Kurosawa e a mulher de um espião que parece uma versão de uma heroína de Mizoguchi; um documentário que reflete a convivência de Samuel Barbosa, ao longo de mais de dez anos, com a obra e os universos temáticos de Paulo Rocha. Por fim, um dos filmes mais extremos de todo o cinema português, o choque entre dois mundos e duas culturas, inspirado na vida e obra do escritor Venceslau de Moraes, que fugiu de Portugal nos fins do século XIX para buscar no Japão uma arte de viver.